Por dentro da Ocupação
Ocupação do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra, MT, 2015.

Ano passado recebi um convite inusitado. Estava em uma reunião quando o telefone tocou, era o Reginaldo Araujo, da ADUFMAT: "vc quer fotografar uma ocupação doMST?". Na hora fiquei sem reação, apenas respondi: quando? como é isso? "Não sabemos, as informações serão dadas na hora certa". Gelei! acho que eu pensei: "puta que pariu, CSI!". disse que retornaria. Conversei com alguns amigos e foram unânimes: "vai cara! ta esperando o que!?" Fui, acompanhando uma galera da ADUFMAT.

 

De fato, as informações eram repassadas na hora certa. meus companheiros foram de carro e eu fui no pau de arara junto com algumas famílias. madrugadão, frio apertando, ansiedade do carai. Como todo trabalho fotográfico, depois de um começo meio tímido, as fotos foram saindo e em pouco tempo eu já estava absorvido pelas imagens: expressões, luz, detalhes, composições, sentimentos.

 

Acompanhamos o processo até o início da montagem do acampamento pelas famílias. Em todo o momento o clima geral era de ansiedade misturado com uma esperança no rosto daquelas pessoas. Os mais velhos e experientes orientavam os mais novos: "é preciso lutar, precisa ficar firme, só assim consegue seu pedaço de chão". Antes da viajem e dentro do pau de arara histórias de quem já tinha passado por aquilo, alguns vitoriosos com seu quinhão, outros amargando tentativas frustradas. um deles disse que certa feita ficou acampado meses, depois que finalmente desistiu ouviu a notícia, apenas um mês depois, de que as famílias acampadas seriam empossadas. novo começo.

 

Acho que essas fotos é sobre isso. Sobre a luta de um povo para melhorar de vida, sobre esse sentimento misturado e constante de medo, ansiedade, esperança e fé que faz nossa gente seguir em frente, apesar dos pesares. Para mim, foi um dos meus trabalhos mais importantes. Um daqueles que vc sai maior, cheio de histórias e imagens importantes. Cheio de questionamentos e angustias.

 

 

 

Confira matéria publicada no jornal A Gazeta:

© Luzo Reis Fotografia.